Papel marmorizado: um processo artesanal


Para construir algumas das imagens internas da edição da Ubu de Coração das trevas, a artista plástica Rosângela Rennó usou como base papéis marmorizados. Você sabe como funciona o processo de marmorização? É totalmente artesanal!

“Começamos com a pedra hume, que é um dos estágios mais importantes do processo. Trata-se de cobrir o papel com uma solução de alumínio e potássio […]. Depois passamos para a mesa de marmorização; temos um líquido nela, feito a partir de musgo-do-mar, que é uma alga marinha irlandesa. Então eu crio o padrão, usando tintas de cores variadas, que se elevam à superfície e constroem a imagem. Então chegamos ao momento de usar o pente, e é com ele que criamos os redemoinhos. O que fazemos em seguida é adicionar nosso papel untado, que deve antes ficar numa prensa por volta de cinco minutos. Eu o deito em cima do padrão que criei e, depois, gentilmente o retiro da superfície para descobrir que a imagem foi transferida para ele. Então, damos uma boa lavada no papel, tanto na frente, quanto atrás, o que ajuda a retirar qualquer resíduo de sujeira. Assim, ele fica com uma aparência boa e limpa quando seca.”

Mais um exemplo do processo manual de marmorização do papel.
Bastidores da produção do Coração das trevas da Ubu. Aqui a artista Rosângela Rennó sobrepõe uma imagem de um busto a um papel marmorizado.
Bastidores da produção do Coração das trevas da Ubu
Cadernos impressos da edição de Coração das trevas da Ubu.

Para saber mais sobre Rosângela Rennó, clique aqui.

_
livros relacionados

Coração das trevas

Joseph Conrad

Untitled-1

Coração das trevas – edição especial limitada

Joseph Conrad

Untitled-1