O PDF e a cadeia produtiva do livro – Blog da Ubu editora

O PDF e a cadeia produtiva do livro


Um dos comentA?rios mais recorrentes sobre livro A� que ele “A� caro”.

 

Aqui na Ubu, nA?s temos como polA�tica produzir livros de qualidade editorial e grA?fica adequadas ao pA?blico a que eles se dedicam. Para os livros acadA?micos, por exemplo, alA�m de pensarmos no conforto da leitura, textos complementares, peso e uso do livro, temos como premissa buscar o preA�o mais barato possA�vel para atender a professores e estudantes.

 

Mas como A� composto o preA�o de um livro? Ou como podemos deixar os livros mais baratos?

 

Para facilitar, vamos considerar apenas os custos editoriais e de impressA?o, e deixar de lado os custos de aluguel, site, equipe, isto A�, da estrutura base para uma editora funcionar.

 

Em primeiro lugar, os custos implicados na ediA�A?o de um conteA?do de alta qualidade.

Quantas vezes jA? ouvimos falar de pA�ssimas traduA�A�es que atrapalham o entendimento de um texto? Quando decidimos publicar um livro acadA?mico, contratamos uma sA�rie de profissionais qualificados para que esse projeto tenha a excelA?ncia e precisA?o que demanda e queremos atingir. Tomemos um livro padrA?o de 400 pA?ginas:

 

  • Autor: normalmente, em livros acadA?micos, os autores (nacionais ou representados por editoras estrangeiras) sA?o pesquisadores renomados que resolvem organizar suas pesquisas em torno de um tA?pico especA�fico. Recebem entre 8% e 10% do preA�o capa de cada livro
  • Tradutor: um profissional que entenda do conteA?do do livro, tenha fluA?ncia nas duas lA�nguas e saiba escrever bem.A�
  • Preparador: responsA?vel por deixar o texto mais fluido, bem formatado e sem erros de gramA?tica.A�
  • RevisA?o: procura eventuais erros de ortografia (por exemplo de nomes), e “pastA�is”.A�
  • RevisA?o tA�cnica: corrige os termos tA�cnicos e alguns conceitos dos livros acadA?micos. Normalmente A� um especialista da A?rea do livro.
  • Editor: alA�m de escolher o tA�tulo, coordena todos os profissionais e seus prazos, e garante a qualidade final do livro.A�
  • Aparato crA�tico (prefA?cio, texto de orelha ou quarta capa): Normalmente profissionais renomados escrevem textos crA�ticos para apresentar o livro.A�
  • A?ndices onomA?sticos e remissivos: A� um serviA�o para facilitar a pesquisa do leitor.A�

 

 

Todos esses profissionais sA?o super qualificados, e nA?s buscamos remunerar a dedicaA�A?o de cada um de maneira adequada (na verdade gostarA�amos de remunerA?-los melhor). Nessa equaA�A?o, o custo total pode variar, mas nA?o serA? menor do que 30 mil reais. Se vendermos 100 ou 10.000 exemplares de um livro publicado, esse custo continua igual a�� A� o custo fixo do livro.

 

Outro custo relevante do livro A� o da impressA?o. O que caracteriza o custo de impressA?o A� que ele varia conforme a escala: o preA�o unitA?rio cai conforme aumenta a tiragem; quanto maior a tiragem menor o custo unitA?rio. Um livro best-seller, que vende 50 mil exemplares, tem um custo unitA?rio muuuuito menor do que um livro acadA?mico impresso numa tiragem de 2 mil exemplares, para ser vendida em 2 ou 3 anos.

 

Sem abrir mA?o da qualidade, uma das melhores maneiras de diminuir o custo unitA?rio de um livro A� ter uma tiragem grande. Assim, os custos de ediA�A?o (custos fixos) sA?o divididos num nA?mero grande de exemplares, e o unitA?rio fica mais barato.

 

Se, ao contrA?rio, a demanda pelo livro diminui, se os leitores passam a ler o conteA?do do livro em xerox, PDFs ou ebooks hackeados a�� formas ilegais mas amplamente institucionalizadas a��, A� provA?vel que toda a cadeia produtiva acabe afetada: a demanda pelo livro diminui, a tiragem consequentemente tambA�m, e o livro fica mais caro. Como extensA?o disso, a editora, que fez o investimento em um trabalho de qualidade, nA?o recebe o retorno esperado, e a linha editorial simplesmente deixa de ser sustentA?vel. Resultado: as editoras descontinuam sua publicaA�A?o.

 

Sabe as famosas frases a�?o livro tA? esgotado hA? anos, por que ninguA�m republica?a�? ou a�?o livro nunca saiu em portuguA?s, por que ninguA�m publica?a�?? Provavelmente porque o nA?mero de compradores potenciais do livro nA?o A� suficiente para que a editora arrisque todo esse investimento no tA�tulo.

 

Editoras como a Ubu, que acreditam em um projeto de divulgaA�A?o acadA?mica, dependem que os livros publicados vendam pelo menos 1000 exemplares por ano. Muitos dos livros do nosso catA?logo estA?o escaneados em sites e mesmo em pastas compartilhadas por professores das universidades (!). JA? deu pra perceber o que pode acontecer daqui uns anos, se nA?o conseguirmos receber de volta todo aquele investimento feito, nA�? Precisaremos desistir de publicar novos tA�tulos nessas A?reas.

 

Se vocA? acredita que o trabalho da Ubu contribui para a formaA�A?o de geraA�A�es de estudantes e quer que continuemos publicando livros acadA?micos essenciais, evite o uso de cA?pias, nA?o incentive a circulaA�A?o de PDFs e prefira colaborar com a editora adquirindo um livro. Sempre que possA�vel faremos promoA�A�es e descontos para estudantes, e, caso a biblioteca de sua faculdade nA?o os tenha, nos avise, e tentaremos doar um exemplar.

Contamos com seu apoio!

 

Equipe Ubu

 

Veja tambA�m:

Livros e capítulos em ebook para estudantes e pesquisadores

Por que a pré-venda ajuda a editora a ser sustentável e a publicar mais livros