editora – Página: 2 – Blog da Ubu editora

editora


Diga-me onde moras e te direi se lA?s

Por Patricia Auerbach   O que A� que eu faA�o para que o meu filho goste de ler? Como A� que se estimula a leitura em casa? Quando, alA�m de ser professora vocA? tambA�m escreve e ilustra livros infantis, essas perguntas passam a fazer parte da sua vida quase diariamente. As respostas nA?o sA?o simples; ainda nA?o inventaram uma receita infalA�vel que garanta a todas as crianA�as a paixA?o pela leitura. Estudei arquitetura e pedagogia, […]


Culpa, responsabilidade e implicaA�A?o

Christian Dunker, autor de ReinvenA�A?o da intimidade, compartilhou texto inA�dito com a Ubu   –   Recentemente uma sA�rie de reportagens tem examinado a linguagem em curso na vida digital. AtA� mesmo censores e encarregados de zelar pelas polA�ticas de privacidade sofrem com problemas psicolA?gicos porque passam o dia caA�ando imagens contendo cenas de decapitaA�A�es de maus-tratos contra animais, violA?ncia contra minorias, abuso de mulheres, atos de humilhaA�A?o, expressA�es de A?dio, intolerA?ncia e ou formas […]


A histA?ria por trA?s do tA�tulo: O mundo codificado

PorA�Rodrigo Maltez-Novaes Para Flusser, a prA?tica de reutilizar tA�tulos para livros, ensaios, e cursos era comum. Apesar do hA?bito fazer parte de uma filosofia que visava gerar um sistema de pensamento aberto e recombinatA?rio, essa prA?tica pode, em alguns casos, causar confusA?o em relaA�A?o ao conteA?do de suas publicaA�A�es e cursos. Em maio de 1973, logo apA?s ter voltado para a Europa, VilA�m Flusser proferiu uma conferA?ncia no Centro de FormaA�A?o Permanente em Artes PlA?sticas […]


Resenha: 24/7 – capitalismo tardio e os fins do sono

PorA�Anthony Rodrigues Um dos debates mais efervescentes na teoria antropolA?gica contemporA?nea seria a polA?mica referente a linha limA�trofe entre natureza-cultura na histA?ria das sociedades humanas. Esses dois eixos sA?o geralmente vistos como paradoxais a�� com algum grau de determinaA�A?o entre si a�� mas a priori nunca vistos como duas esferas capazes de colonizar totalmente a outra. Nos debates sobre gA?nero, por exemplo, as correntes materialistas afirmam que a construA�A?o social correlacionada aos papA�is sexuais de […]


Por que Argonautas?

Em 1922, quando publicou a obra primaA�Argonautas do PacA�fico ocidental,A�BronislawA�Malinowski “inventou” a etnografia. Com longos perA�odos de convA�vio com os habitantes das Ilhas TrobriandA�na MelanA�sia, o antropA?logo polonA?s pA?de fazer uma descriA�A?o inA�dita daA�vivacidade de uma cultura. Um parA?grafo clA?ssico da IntroduA�A?o do livro dA? o sabor de sua narrativa: “Imagine-se o leitor sozinho, rodeado apenas de seu equipamento, numa praia tropical prA?xima a uma aldeia nativa, vendo a lancha ou o barco que o […]


O menino e o jacarA�

Por MA?nica Calderano   Dois anos tem o pequetito, e ele quer ouvir histA?ria. NA?o resolve livro sA? de figurinha, ele quer a�?livro de lera�?, igual do irmA?o. a�?MamA?e, lA?!a�?, ele avisa, mas nA?o se acalma, nA?o senta, mal ouve. Quer pA?r a mA?o, quer fechar o livro, quer passar a pA?gina. AtA� o dia em que conheceu o jacarA�. Era noite de quarta-feira. Mal o jacarA� tinha entrado pela porta do quarto e ele […]


PA?re Ubu A� presidente!

Por Hal Foster A� claro, a a�?pA?s-verdadea�? A� um grande problema, mas e a a�?pA?s-vergonhaa�? entA?o? Como desafiar um polA�tico que nA?o sente vergonha? Ou protestar contra um lA�der que impera no absurdo? Como desdadA?izarA�um presidente dadA?? Talvez, quandoA�eles jogarem baixo, nA?s devA?ssemosA�jogar ainda mais baixo e escandalizar o escA?ndalo. Ideias sobre a condiA�A?o da pA?s-vergonha levam a refletir sobre os tempos prA�-vergonha. A projeA�A?o mais escandalosa remete ao a�?pai primevoa�?. Lembremos que, em Totem […]


DescolonizaA�A?o e incerteza nas exposiA�A�es paulistas de arte contemporA?nea

Por Pedro de Niemeyer Cesarino   Ainda que a a�?questA?o indA�genaa�? e “antropolA?gica” estejam cada vez mais presentes na arte contemporA?nea, faltaria ainda o engajamento mais efetivo com os conceitos das prA?prias sociedades indA�genas na construA�A?o de narrativas pelas quais elas costumam ser compreendidas.   HA? mais de 50 anos, o antropA?logo Claude LA�vi-Strauss observava (em a�?As descontinuidades culturais e o desenvolvimento econA?mico e sociala�?) que a aparente singeleza tecnolA?gica das sociedades indA�genas implica, na […]