O capitalismo contemporA?neo e o pensamento selvagem – Blog da Ubu editora

O capitalismo contemporA?neo e o pensamento selvagem


Em 2008, o antropA?logo americanoA�Marshall Sahlins, autor de Esperando Foucault, ainda foi entrevistado pela revistaA�Anthropological Theory. A Ubu selecionou e traduziu uma das questA�es da entrevista, essencial para entender como Sahlins vA? o capitalismo contemporA?neo.

 

O capitalismo contemporA?neo A� o verdadeiro “pensamento selvagem”?

NA?o acho que o capitalismo contemporA?neo seja o verdadeiro “pensamento selvagem” [LA�vi-Strauss], A� mais que ele envolve uma lA?gica cultural do concreto que A� semelhante a isso, na forma de valores de uso. Contudo, quando esses valores sA?o fetichizados e transformados em preA�os, em uma operaA�A?o que visa ao lucro, essa lA?gica funciona como um “pensamento selvagem”A�fora de controle. Sob nossa racionalidade pecuniA?ria e bastante escondido por ela estA? todo um sistema de valores culturais motivados que relacionam sujeitos e objetos, consequentemente preferA?ncias e produtos, de acordo com a caracterA�stica diferencial e significativa de cada um. Claro, nA?o A� assim que os sujeitos burgueses vA?em as coisas, os quais geralmente vivem os valores culturais de maneira irrefletida por meio do hA?bito. O mesmo ocorre com os economistas que, tendo definido a racionalidade prudente como assunto de seus estudos, abandonam as formas culturais ao limbo dos fatores a�?exA?genosa�? ou atA� a�?irracionaisa�?. Certas relaA�A�es entre a anatomia de animais comestA�veis e as ocasiA�es em que os comemos, por exemplo, sA?o entendidas por consumidores americanos por meio da fA?rmula simples pela qual filA� mignon estA? para hambA?rguer assim como um jantar chique estA? para um almoA�o qualquer. Permanecemos inconscientes de que nossas escolhas racionais a�� nA?o servimos hambA?rguer em um jantar com convidados importantes a�� sA?o baseadas em um cA?digo de valores que tem pouco ou nada a ver com a utilidade nutricional e tudo a ver com a significaA�A?o de A?rgA?os vs. mA?sculos, carne exterior vs. entranhas, entalhado vs. bruto, pratos elaborados vs. sanduA�ches, e por aA� vai. Da mesma forma, os atributos pragmA?ticos do vestir-se nA?o dA?o conta de explicar os diferentes estilos significativos das distinA�A�es sociais predominantes entre homens e mulheres, feriados e dias A?teis, homens de negA?cios e policiais, bailes de debutante e festas disco a�� pense em todos os sentidos que roupas podem adquirir (como Roland Barthes nos ensinou).

Claramente, fomos prematuros ao celebrar o triunfo do naturalismo, desde o sA�culo XVII, como o a�?desencantamento do mundoa�?. O que de fato aconteceu foi o encantamento da sociedade ocidental com o mundo: por meio dos valores culturais do corpo ao invA�s dos do espA�rito. Agora vivemos em um mundo encantado pelo que A� constituA�do pela semiA?tica, utilitA?rios culturalmente relativos, como ouro, seda, uvas pinot noir, azeite, filA� mignon, tomates heirloom e A?gua Fiji. Assim se dA? a construA�A?o da natureza por esquemas culturais historicamente especA�ficos, cujas qualidades simbA?licas sA?o, no entanto, traficadas como o sA?o as quantidades pecuniA?rias, cujas fontes sociais sA?o atribuA�das mais aos desejos individuais, e cujas satisfaA�A�es arbitrA?rias sA?o mistificadas como escolhas racionais universais.

Mas entA?o, porque competitivamente impulsionado A� maneira do dinheiro, o encantamento joga para fora uma variedade ilimitada de coisas, A� medida que ainda A� possA�vel comoditizar as distinA�A�es sociais entre sujeitos e objetos para se obter lucro. Sofremos da loucura que a ganA?ncia trouxe A� tona, em que, como SA?lon disse hA? muito tempo, a�?nA?o hA? limite de riqueza estabelecido para os homensa�?. Assim, tambA�m nA?o hA? limite para nossa lA?gica cultural do concreto, conquanto seja organizada pela busca incansA?vel de desejos infinitos e ganhos pecuniA?rios.

 

Para ler o texto original da entrevista, acesse este link.

_

livros relacionados

Esperando Foucault, ainda
Marshall Sahlins

em prA�-venda por R$ 29,75 atA� 4/6

Untitled-1